Câmara aprova programa de financiamento para Santas Casas

Saúde

Iolando Lourenço – Repórter da Agência Brasil* Edição: Amanda Cieglinski
Projeto de lei que cria o Programa de Financiamento Preferencial às Instituições Filantrópicas e Sem Fins Lucrativos (Pro-Santas Casas) que participam de forma complementar do Sistema Único de Saúde (SUS) foi aprovado na noite de hoje (15) pelo plenário da Câmara. Como o projeto já foi aprovado pelo Senado, ele seguirá à sanção presidencial.
Pela medida, as instituições terão crédito mais barato por meio de empréstimos concedidos por bancos oficiais, com juros subsidiados pelo governo. O projeto estabelece que os bancos oficiais tenham linhas de crédito direcionadas a hospitais e Santas Casas que atendam a pacientes do SUS. Os empréstimos terão encargos financeiros máximos de 1,2% ao ano. O limite de crédito para cada hospital será equivalente a 12 meses de faturamento dos serviços prestados ao SUS ou ao valor da dívida das instituições com operações financeiras – a opção que for menor.
Segundo o deputado Toninho Pinheiro (PP-MG), relator do projeto, o governo federal poderá destinar até R$ 2 bilhões para financiar os juros ao crédito para as Santas Casas, “mas não precisa usar tudo. Pode destinar R$ 200 milhões e permitir um subsídio que vai salvar vidas”, disse.
*colaborou Heloísa Cristaldo
– Assuntos: SUS, Santas casas, saúde, financiamento

Câmara aprova MP que altera regras de registro de nascimento

Brasil

Heloisa Cristaldo – Repórter da Agência Brasil Edição: Fábio Massalli
O plenário da Câmara dos Deputados aprovou hoje (15) a medida provisória (MP) que determina que a certidão de nascimento poderá indicar como naturalidade do filho o município de residência da mãe na data do nascimento, se localizado no Brasil. Atualmente, a lei prevê apenas o registro de onde ocorreu o parto como naturalidade da criança. A MP 776/17 muda a Lei de Registros Públicos 6.015/73.
A medida tem o objetivo de facilitar o registro nos municípios em que não existem maternidades. Atualmente, as mães são obrigadas a se deslocarem para terem seus filhos em outras cidades e, assim, as crianças acabam sendo registradas em um local sem vínculos com a família à qual pertencem.
O texto aprovado exclui a permissão para que o declarante do registro de nascimento optasse pela naturalidade do município de residência nos casos de adoção. Com a conclusão das análises na Câmara, será enviado ao Senado o projeto de lei de conversão da senadora Regina Souza (PT-PI), que muda a Lei de Registros Públicos (6.015/73).

 
– Assuntos: registro de nascimento, MP, Câmara

Inibidor do vírus Zika deve levar 10 anos para ser produzido em larga escala

Saúde

Sumaia Villela – Correspondente da Agência Brasil Edição: Carolina Pimentel
Cientistas da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) em Pernambuco descobriram substância que pode bloquear o vírus Zika. Mas ainda serão necessários anos de estudo antes que a 6-metilmercaptopurina ribosídica (6MMPr) vire um medicamento a ser produzido em larga escala.
Pela descoberta,  a substância “imita” uma parte do vírus, que é inserida no genoma do zika e para a reprodução. O sucesso obtido pelos pesquisadores foi de mais de 99%.
Pesquisa Zika Culex Fiocruz
Pesquisadores da Fiocruz Pernambuco descobriram substância capaz de inibir produção do vírus ZikaSumaia Villela/Agência Brasil
O estudo foi publicado na última sexta-feira (11) na revista International Jornal of Antimicrobial Agents, mas a instituição divulgou somente nessa terça-feira (15) a descoberta. 
A substância, sintética, é do grupo das Tiopurinas, origem de medicamentos contra o câncer. Esse tipo específico, no entanto, nunca foi utilizado. Os pesquisadores da Fiocruz trabalhavam com a 6MMPr em um outro estudo, para combater um vírus de cachorro, a Cinomose canina. “Nós identificamos que ela tem atividade contra a Cinomose. E por ser um vírus de RNA, assim como o Zika vírus, nós formulamos a hipótese que também funcionaria contra o zika”, conta o coordenador da pesquisa, Lindomar Pena.
Para levar o estudo à frente, a equipe utilizou material e recursos humanos de outras pesquisas financiadas pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e pela Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia de Pernambuco (Facepe), já que, segundo Pena, no período de um ano não surgiu nenhum edital para financiamento de investigações de substâncias contra o zika.
Os testes foram feitos em células epiteliais e neurais de macacos e de humanos. A cada mil vírus, 996 deles foram eliminados com a 6MMPr, o que dá mais de 99%. “É algo impressionante. Em laboratório, a gente faz de tudo para ‘provar’ que a substância não funciona, os testes são muito rigorosos”, diz.
Foi descoberto também que quanto mais alta a dose, maior é a eficácia, e quanto mais cedo a substância começa a atuar, maior é o sucesso.
Para combater o zika, ela imita parte da estrutura do vírus para “enganá-lo”. Segundo o coordenador da pesquisa, quando o vírus está replicando seu genoma, ele precisa de pequenos blocos estruturais. Ele deu o exemplo de uma parede formada por tijolos. Seria como se a 6MMPr imitasse um dos tijolos, para que quando o zika “construísse” a parede, parasse de se replicar.
Além disso, a substância se mostrou segura para uso em células neurais. “Vai ter poucos efeitos colaterais no sistema nervoso, porque se ela fosse mais tóxica seria um alerta negativo. Ela mostra justamente o contrário, tem poucos efeitos tóxicos, comparados com células epiteliais. Em células epiteliais é menos grave”, afirmou Pena.
Caminho longo
Apesar da conquista, ainda há muitas etapas – e anos – até que a substância possa ser produzida em larga em escala como um medicamento. De acordo com Lindomar Pena, o tempo médio até que isso ocorra é de 10 anos. “Mas, por causa da importância e da gravidade do zika, pode ser que esse período possa ser reduzido pela metade”, estima.
O próximo passo é o teste em camundongos. São necessárias ainda outras duas espécies de animais até chegar ao teste em humanos. Para saber se é possível utilizar um possível medicamento em grávidas para que o bebê fique protegido, ainda será necessário fazer o teste em fêmeas prenhas. “Se for prejudicial, podemos melhorar a substância, fazendo modificações químicas. Já temos parceria com a Universidade Federal Rural de Pernambuco para isso”.
– Assuntos: saúde, vírus Zika, Fiocruz, 6MMPr

Ataques suicidas deixam pelo menos 27 mortos e 80 feridos na Nigéria

Internacional

Da Agência EFE Edição: –
Ataques suicidas feitos nessa terça-feira por três terroristas em diferentes regiões da cidade de Mandarari, no Noroeste da Nigéria, deixaram pelo menos 27 mortos e 80 feridos, informou a imprensa local.
Os atentados, que ocorreram quase simultâneamente por volta das 19h locais, foram atribuídos ao grupo terrorista Boko Haram.
A maior parte das pessoas morreu em um mercado de Mandarari, durante um ataque feito por uma mulher, informou o jornal Daily Post.
Quase ao mesmo tempo, uma segunda mulher e um homem detonaram os explosivos que carregavam em outra região de Mandarari, aparentemente próxima a um campo de deslocados internos.
Os atentados ocorreram poucas horas depois de o governo da Nigéria ter anunciado a implementação de uma força militar especial que tem como objetivo localizar o líder do Boko Haram.
Mandarari fica a cerca de 30 quilômetros de Maiduguri, capital do estado de Borno, e uma das cidades mais atacadas pelo grupo.
No último domingo (13), cinco pessoas morreram em outro atentado ocorrido nos arredores de Maiduguri. Apenas no mês passado, mais 13 pessoas morreram em dois ataques registrados na cidade.
O governo da Nigéria enviou os comandantes do Exército ao Nordeste do país para lutar contra o Boko Haram, que respondeu intensificando os ataques na região, após as operações militares que expulsaram o grupo de áreas ocupadas no passado.
– Assuntos: Nigéria, ataques suicidas, Boko Haram, mortes

Secretário-geral da ONU pede combate ao racismo e à xenofobia

Internacional

Da Agência EFE Edição: –
Secretário-geral da ONU, António Guterres
“O racismo, a xenofobia, o antissemitismo e a islamofobia estão envenenando nossas sociedades”, disse António Guterres Foto: ONU/Jean-Marc Ferré (arquivo)
O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, pediu nessa terça-feira (15) que o racismo e a xenofobia sejam combatidos. O pedido foi feito depois dos incidentes do último fim de semana em Charlottesville, nos Estados Unidos (EUA), e depois de afirmações polêmicas do presidente americano, Donald Trump. A informação é da Agência EFE.
Guterres publicou mensagem com o pedido no Twitter, pouco depois da polêmica entrevista concedida por Trump em Nova York.
“O racismo, a xenofobia, o antissemitismo e a islamofobia estão envenenando nossas sociedades. Devemos combatê-los. Sempre. Em qualquer lugar”, escreveu o ex-primeiro-ministro de Portugal.
Apesar de a mensagem não fazer referência a Trump, ela foi postada pouco depois da entrevista coletiva do presidente dos EUA.
Trump voltou a responsabilizar os “dois lados” pela violência em Charlottesville, tanto os neonazistas e defensores da supremacia branca quanto os manifestantes que protestavam contra o racismo na cidade.
– Assuntos: ONU, racismo, xenofobia, combate

Constituinte venezuelana ratifica cargo de reitor eleitoral, crítico de Maduro

Internacional

Da Agência EFE Edição: –
Caracas – Representantes eleitos para a Assembleia Nacional Constituinte possam para foto oficial em frente ao Parlamento em Caracas (Cristian Hernández/EFE)
Representantes eleitos para a Assembleia Nacional Constituinte posam para foto oficial em frente ao Parlamento em Caracas Cristian Hernández/EFE
A Assembleia Nacional Constituinte da Venezuela (ANC), integrada por pessoas vinculadas ao governo do presidente Nicolás Maduro, ratificou nessa terça-feira (15) no cargo o reitor do Conselho Nacional Eleitoral (CNE) Luis Emilio Rondón, o único dos cinco integrantes do órgão que costuma fazer críticas ao chavismo. A informação é da Agência EFE.
Decreta-se “ratificar o cidadão Luis Emilio Rondón González como reitor principal do Conselho Nacional Eleitoral”, diz o documento da Assembleia Constituinte, que foi aprovado por unanimidade.
Na sexta-feira (11), a Constituinte ratificou quatro dos cinco reitores do CNE, todos ligados ao governo, mas não o reitor Rondón, que se caracterizou por fazer críticas ao chavismo e que, além disso, tachou de inconstitucional a eleição da ANC. Naquele dia, as quatro autoridades – Tibisay Lucena, presidente do Poder Eleitoral, Tania D’Amelio, Socorro Hernández e Sandra Oblitas – se apresentaram à Constituinte e se subordinaram ao órgão, mas Rondón não compareceu.
O decreto lido hoje pela subsecretária da Assembleia, Carolis Pérez, informa que Rondón compareceu à junta diretora da Assembleia Constituinte “e manifestou a vontade de reconhecer e se subordinar” ao caráter plenipotenciário da Constituinte.
A legitimidade da Assembleia Constituinte, instalada em 4 de agosto,  foi questionada pela aliança opositora Mesa da Unidade Democrática (MUD) e por grande parte da comunidade internacional.
As críticas surgiram especialmente depois que a empresa Smarmatic, encarregada da apuração no país, denunciou uma suposta manipulação dos votos por parte do CNE.
– Assuntos: venezuela, Constituinte, reitor eleitoral

Militar do Exército fica ferido em tiroteio em Niterói

RJ

Vitor Abdala – Repórter da Agência Brasil Edição: Kleber Sampaio
Um militar do Exército ficou ferido durante um tiroteio na manhã de hoje (16), em Niterói, no Grande Rio. O homem participava de uma ação na comunidade do Caramujo, quando se envolveu num tiroteio e acabou atingido na mão.
De acordo com a assessoria de imprensa do Comando Militar do Leste (CML), o ferimento não é grave. Mesmo assim, a vítima foi encaminhada para o hospital para ser avaliada.
As Forças Armadas participam hoje de operação conjunta com as polícias civil e militar em comunidades de Niterói. Os militares fazem o cerco a comunidades e estão localizados no que a Secretaria de Segurança considera pontos estratégicos.
Na operação, os militares estão abordando pessoas e fazendo busca por armas e drogas. As polícias realizam o trabalho de cumprimento de mandados de prisão dentro das comunidades.
Segundo a Secretaria de Segurança do Rio, algumas ruas estão interditadas e os espaços aéreos controlados, com restrições dinâmicas para aeronaves civis nas áreas de operações.
– Assuntos: Militar ferido, Niterói, tiroteio

Três meses após atentado terrorista, Manchester Arena reabrirá em setembro

Internacional

Da EFE Edição: –
Ataque em Manchester, na Inglaterra, deixa pelo menos 22 mortos – Foto Agência Lusa
O ataque na Manchester Arena ocorreu e maio e deixou 22 mortos Nigel Roddis/Agência Lusa/direitos reservados
A Manchester Arena, um ginásio polivalente na cidade ao Norte do Reino Unido que foi alvo de um atentado terrorista em 22 de maio, vai reabrir suas portas no dia 9 de setembro com um show beneficente, anunciou nesta quarta-feira a organização responsável pela Arena. No atentado morreram 22 pessoas. As informações são da agência de notícias EFE.
O ginásio ficou fechado ao público desde que um terrorista jihadista se explodiu com uma bomba caseiro nas proximidades do local há três meses, ao final de uma apresentação da cantora pop americana Ariana Grande, quando o público deixava a arena. Além de matar 22 pessoas, muitas delas adolescentes e crianças, o ataque deixou 64 feridos.
O próximo show beneficente será liderado por artistas como Noel Gallagher, ex-integrante do grupo Oasis e natural de Manchester, e contará com a presença de bandas como The Courteeners, Blossoms, Rick Astley e o poeta Tony Walsh.
A música de Gallagher Don’t Look Back In Anger se converteu em uma espécie de hino de união dessa cidade após o atentado, depois que uma multidão começou a cantá-la de maneira espontânea durante um ato em homenagem às vítimas.
A organização anunciará, nos próximos dias, outras atrações que participarão do espetáculo We Are Manchester (Nós Somos Manchester, em tradução livre). Os ingressos começam a ser vendidos a partir de amanhã.
– Assuntos: Manchester Arena, show beneficente, atentado terrorista, Reino Unido

Franco da Rocha registra fuga de 26 presos; sete estão foragidos

SP

Fernanda Cruz – Repórter da Agência Brasil Edição: Lidia Neves
A Penitenciária de Franco da Rocha, na Grande São Paulo, registrou a fuga de 26 detentos na noite de ontem (15), às 22h30. A Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) havia anunciado, anteriormente, que o número de fugitivos era 27, mas corrigiu a informação ao encontrar um dos presos dormindo na cela em nova vistoria.
Foram recapturados 19 presos e sete continuam foragidos. Segundo a Polícia Militar, houve rebelião antes da fuga, que não resultou em reféns ou feridos. Durante as buscas, os policiais encontraram, em um táxi, a esposa de um dos presos com um conjunto de roupas para serem usadas como disfarce e, assim, auxiliar na fuga. A mulher foi detida.
A SAP informou, em nota, que todos os que se evadiram perderam o direito ao regime semiaberto e vão regredir ao regime fechado. A unidade mantinha 356 presos ontem. Mais 1967 presos devem retornar hoje à tarde da saída temporária de Dia dos Pais.
*Matéria e título alterados às 8h54 para atualização de informações
– Assuntos: fuga, prisão, Penitenciária, Franco da Rocha, grande são paulo

May disse que Brexit não encerrará “relação especial” com Irlanda

Internacional

Da Agência EFE Edição: –
Primeira-ministra Theresa May fala à imprensa sobre atentado ontem em Londres
Brexit não fará com que o Reino Unido ponha fim à relação “especial e única” que mantém com a Irlanda, disse a primeira-ministra Theresa May WILL OLIVER/EFE
A primeira-ministra britânica, Theresa May, afirmou que o Brexit não fará com que o Reino Unido ponha fim à relação “especial e única” que mantém com a Irlanda, em uma mensagem publicada nesta quarta-feira (16) no jornal irlandês Irish News. A informação é da Agência EFE.
Em recado dirigido à comunidade nacionalista que vive na Irlanda do Norte, a chefe do Executivo insiste em que os direitos contidos no Acordo de Belfast, como o de poder reclamar a cidadania irlandesa, serão protegidos quando a saída do Reino Unido da União Europeia (UE), previsivelmente em 2019, for concretizada.
“Ninguém votou para acabar com os laços especiais entre o Reino Unido e a Irlanda ou para minar os acordos únicos entre a Irlanda e a Irlanda do Norte, que sustentam o processo de paz e estão em vigor muito antes da nossa pertinência à UE”, afirmou ela, na mensagem ao jornal, que tem principalmente como leitores os nacionalistas.
A política ainda considerou que “não deve haver fronteira física de qualquer tipo em qualquer lado da fronteira entre a Irlanda do Norte e a Irlanda.”
“Eu quero que as pessoas tenham isso absolutamente claro: o Reino Unido não quer ver postos de fronteira com propósito algum”, enfatizou.
As palavras da dirigente conservadora são publicadas no mesmo dia em que o governo britânico publicará um documento oficial em que dará detalhes sobre a postura perante a questão das fronteiras com a Irlanda, um dos temas que mais preocupam. No documento que o Executivo de Londres publicará hoje, o governo indicará, segundo antecipa a imprensa, que quer evitar voltar aos duros “controles de fronteira do passado” entre a República da Irlanda e a região britânica da Irlanda do Norte.
Frente a terceira rodada de negociações com a União Europeia (UE), que começará no próximo dia 28, o Executivo está esmiuçando como abordará com Bruxelas assuntos importantes no processo de diálogo.
Ontem, o governo publicou um primeiro documento oficial em que revelou a intenção de alcançar um pacto com Bruxelas para estender temporalmente a união aduaneira – um ou dois anos – uma vez consumada a saída do bloco.
– Assuntos: Brexit, Irlanda, Reino Unido

Republicanos criticam Trump por culpar “os dois lados” em Charlottesville

Internacional

Da EFE Edição: –
Importantes figuras do Partido Republicano criticaram o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, por culpar “os dois lados” pela violência ocorrida no fim de semana em Charlottesville, na Virgínia, onde um neonazista atropelou uma multidão que protestava contra manifestações racistas. Uma mulher morreu. As informações são da agência de notícias EFE.
Nesta terça-feira (15), Trump postou um tweet com ênfase especial na responsabilidade da esquerda por, segundo ele, ter atacado os neonazistas. Durante uma coletiva de imprensa, Trump questionou uma jornalista: “O que acontece com a alt-left [esquerda alternativa] que atacou o que a senhora chama de alt-right [direita alternativa, racista]? Eles têm alguma culpa?”.
O presidente da Câmara dos Representantes e terceira autoridade do país, Paul Ryan, criticou a “ambiguidade moral” neste conflito.
“Devemos ser claros. A supremacia branca é repulsiva. Este fanatismo é contrário a tudo o que este país representa. Não pode haver ambiguidade moral”, disse Ryan também no Twitter.
As críticas também vieram do Senado, com o veterano e ex-candidato presidencial John McCain, que rejeitou colocar neonazistas e antifascistas no mesmo saco, assim como fez Trump.
“Não há equivalência moral entre racistas e americanos que se levantam para desafiar o ódio e a intolerância. O presidente dos Estados Unidos deveria dizê-lo”, escreveu McCain na mesma rede social.
Seguindo a mesma linha de McCain, o governador de Ohio e ex-rival de Trump nas primárias republicanas, John Kasich, disse que não há equivalência possível entre os dois grupos: “Não há equivalente moral aos simpatizantes nazistas. Não pode haver lugar nos EUA, nem no Partido Republicano, para o racismo, antissemitismo, o ódio e o nacionalismo branco. Ponto”.
As palavras de Trump foram bem recebidas pela extrema-direita americana e o histórico dirigente do Ku Klux Klan, David Duke, enalteceu o presidente por “dizer a verdade” sobre o ocorrido em Charlottesville e condenar os terroristas “de esquerda”.
– Assuntos: Charlottesville, racismo, facismo, Donald Trump

Especialistas da ONU advertem que racismo aumenta nos Estados Unidos

Internacional

Da Agência EFE Edição: –
Um grupo de especialistas da Organização das Nações Unidas (ONU) em direitos humanos sustentaram nesta quarta-feira (16) que o racismo e a xenofobia aumentam nos Estados Unidos e que os incidentes racistas vividos no final de semana em Charlottesville são o último exemplo desta tendência. A informação é da Agência EFE.
“Estamos alarmados pela proliferação e a saliência que ganharam os grupos que promovem o racismo e ódio. Atos e discursos deste tipo devem ser condenados sem panos quentes, e os crimes de ódio investigados e seus autores punidos”, exigiram mediante um comunicado emitido em Genebra.
Um seguidor neonazista assassinou no sábado uma mulher e feriu várias pessoas em Charlottesville (estado de Virgínia) ao lançar seu veículo contra manifestantes que protestavam pela presença de supremacistas brancos na cidade.
Outra evidência da preocupante da situação nos Estados Unidos é o aumento de manifestações de anti-africanas, disseram o relator da ONU contra as formas contemporâneas de racismo, Mutuma Ruteere; e os presidentes do grupo de trabalho sobre povos africanos, Sabe-o Gumedze; e do Comitê para a Eliminação da Discriminação Racial, Anastasia Crickley.
No caso de Charlottesville, os especialistas enfatizaram que os manifestantes de extrema direita lançaram slogans contra pessoas negras e imigrantes e de corte antissemita.
Os três lembraram também que incidentes parecidos ocorreram recentemente na Califórnia, em Oregon, Nova Orleans e Kentucky, “o que demonstra a extensão geográfica do problema”.
“O Governo deve adotar todas as medidas efetivas de forma urgente para controlar as manifestações que incitam à violência racial e entender como estas afetam a coesão social”, disseram.
Os especialistas expressaram também seu pesar pela morte de dois oficiais da policia após a colisão de seu helicóptero quando vigiavam a situação em Charlottesville.
– Assuntos: EUA, violência racial, ONU

Trump classifica como sábia a decisão de Kim Jong-un de descartar ataque a Guam

Internacional

Leandra Felipe – Correspondente da Agência Brasil
Imagem de arquivo da Agência Central de Notícias da Coreia do Norte (KCNA) do líder Kim Jong-un
Kim Jong-un decidiu ontem suspender  KCNA/DPA/Agência Lusa/direitos reservados
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, escreveu hoje (16) em sua conta no Twitter, que o líder norte-coreano Kim Jong-un teve uma “atitude sábia” ao anunciar a decisão de não atacar a ilha de Guam, no Oceano Pacífico, onde os Estados Unidos têm uma base militar.
O líder norte-coreano afirmou ontem (15), após uma análise do plano de lançamento de mísseis contra a ilha, que irá esperar e avaliar as ações do governo americano antes de ordenar um ataque.
“Kim Jong-un, da Coreia do Norte, tomou uma decisão muito sábia e bem fundamentada. A alternativa teria sido catastrófica e inaceitável!”, escreveu Trump.
Hoje (16) o Japão e os Estados Unidos realizaram manobras aéreas com bombardeiros na região sudeste da península coreana, no mar do Sul da China, com dois caças japoneses F-15  e dois lança-mísseis B-1B norte-americanos. 
De acordo com um boletim encaminhado à imprensa pela Força Aérea dos Estados Unidos, os lança-mísseis americanos decolaram da Base de Andersen, na ilha de Guam, e se juntaram aos caças japoneses para as manobras militares.
No comunicado, a Força Aérea americana destaca que os voos de treinamento com o Japão demonstram a solidariedade e a determinação que ambos os países compartilham “como aliados para preservar a paz e a segurança na (região) Indo-Ásia-Pacífico”.
Na semana passada, após um comentário de Donald Trump de que atacaria a Coreia do Norte com “fogo e fúria”, e depois de o país receber sanções do Conselho das Nações Unidas, Kim Jong-un anunciou ter um plano para atacar a ilha de Guam e que estaria pronto para realizar o ataque ainda em agosto.
A escalada de tensões levou a Alemanha e a China a pedirem cautela ao governo americano e que os dois lados pudessem optar pelo diálogo ao invés da retórica agressiva.
– Assuntos: Donald Trump, Estados Unidos, EUA, Kim Jong-Un, Coreia do Norte, Guam

Petrobras reduz preço da gasolina em 1,4% e sobe o diesel em 0,7%

Geral

Vladimir Platonow – Repórter da Agência Brasil Edição: Fábio Massalli
A Petrobras reduziu o preço da gasolina vendida às distribuidoras em 1,4% e subiu o valor do diesel em 0,7%. Os novos preços anunciados nesta segunda-feira (14) valem a partir de amanhã (15). A companhia não comentou quanto isso poderá incidir nas bombas ao consumidor, pois o mercado de combustível é regido pela livre concorrência entre os postos.
Segundo a empresa, a política de preços para a gasolina e o diesel vendidos nas suas refinarias às distribuidoras tem como base o preço de paridade de importação, que representa a alternativa de suprimento oferecido pelos principais concorrentes para o mercado.
Também é levado em conta uma margem que considera os riscos inerentes à atividade de importação, como volatilidade da taxa de câmbio e dos preços, atrasos e perda da especificação de qualidade.
“Em busca de convergência no curto prazo com a paridade do mercado internacional, analisamos nossa participação no mercado interno e decidimos periodicamente se haverá manutenção, redução ou aumento nos preços praticados nas refinarias”, disse a companhia em comunicado.
O último reajuste no valor dos combustíveis pela Petrobras foi no dia 12 de agosto, quando a gasolina subiu 1,6% e o diesel foi reduzido em 1,2%.
– Assuntos: Petrobras, gasolina, diesel, aumento nos combustíveis, política de preços da Petrobras

Rueda assume o Flamengo e estreia na Copa do Brasil contra o Botafogo

Esportes

Jorge Wamburg – Repórter da Rádio Nacional Edição: Fábio Massalli
O colombiano Reinaldo Rueda foi apresentado nesta segunda-feira (14) como novo técnico do Flamengo, no Rio, e vai estrear quarta-feira (16) contra o Botafogo na primeira partida da semifinal da Copa do Brasil. Ele foi campeão da Libertadores no ano passado dirigindo o Atlético Nacional da Colômbia, chegou ao Brasil no domingo (13) e no mesmo dia viu seu novo time perder por 2×0, para o Atlético Mineiro, no Mineirão, pelo campeonato brasileiro.
O novo técnico substitui Zé Ricardo, demitido após a derrota para o Vitória, também por 2×0, há dez dias, na Ilha do Urubu, estádio rubronegro na Ilha do Governador, zona norte do Rio. O flamengo, desde então, caiu para o 7º lugar da Série A, com 29 pontos, fora da zona de classificação para a Copa Libertadores da América.
O Flamengo apostou no currículo de Rueda, que conquistou a Libertadores dirigindo o Atlético Nacional da Colômbia, além de títulos colombianos e de ter classificado a seleção de Honduras para a Copa do Mundo de 2010, na África do Sul, e a do Equador para a de 2014, no Brasil.
De acordo com nota oficial do Flamengo, Rueda, de 60 anos, “transformou o Atlético em uma máquina de vencer”, com 143 jogos, obtendo 82 vitórias, 37 empates e 24 derrotas, nos quais seu time marcou 238 gols. Rueda levou para o clube dois assistentes colombianos e assinou contrato até o fim de 2018.
Rueda está cotado para ser o próximo técnico da seleção colombiana, em substituição ao argentino José Pekerman, cujo contrato termina em julho de 2018. Ele é o 11º técnico contratado em cinco anos pela atual diretoria rubronegra. Dos outros dez, nove foram demitidos antes do término do contrato e um, Murici Ramalho, pediu demissão por motivo de saúde. A lista é a seguinte: Dorival Júnior, Jorginho, Mano Menezes, Jayme de Almeida, Ney Franco, Vanderlei Luxemburgo, Cristóvão Borges, Osvaldo de Oliveira, Murici Ramalho e Zé Ricardo.
Pelo campeonato brasileiro, nesta segunda-feira (14), em jogo da 20ª rodada, Santos e Fluminense empataram em 0 x 0 no Pacaembu, em São Paulo. Com o resultado, o Santos permanece em terceiro lugar, com 36 pontos, e o Fluminense fica na décima colocação, com 27. O líder é o Corinthians, com 47 pontos.

 
– Assuntos: esporte, futebol, flamengo, Reinaldo Rueda, Copa do Brasil

Produtoras brasileiras podem inscrever filmes para concorrer ao Prêmio Goya

Cultura

Paulo Virgilio – Repórter da Agência Brasil Edição: Fábio Massalli
A Agência Nacional do Cinema (Ancine) está recebendo até o dia 26 inscrições de filmes de longa-metragem para o processo de seleção do indicado brasileiro ao Prêmio Goya, outorgado pela Academia das Artes e Ciências Cinematográficas da Espanha. O escolhido vai concorrer ao prêmio de melhor filme ibero-americano na 32ª edição do evento, que ocorre em fevereiro de 2018.
De acordo com nota divulgada hoje (14) pela Ancine, a avaliação será feita por um júri formado por representantes de cinco entidades e instituições do setor audiovisual brasileiro e o resultado será anunciado em 22 de setembro. Os filmes inscritos devem ter lançamento comercial em cinema no Brasil entre os dias 1º de novembro de 2016 e 31 de outubro de 2017, e permanência em cartaz durante pelo menos sete dias consecutivos.
Produtores de filmes brasileiros que se enquadrem nas regras para postulação, interessados em se inscrever, devem enviar um e-mail para o endereço premio.goya@ancine.gov.br com a ficha de inscrição preenchida, disponível no site da Ancine.
Concedido desde 1987, o Prêmio Goya é o mais importante da Espanha na área de cinema. Na 31ª edição, em fevereiro deste ano, o brasileiro indicado para melhor filme ibero-americano foi Boi Neon, de Gabriel Mascaro, mas o vencedor foi o argentino O Cidadão Ilustre, de Gaston Duprat e Mariano Cohn.
– Assuntos: Agência Nacional do Cinema, Ancine, filmes brasileiros, Prêmio Goya

Greve de jogadores de futebol cria impasse na Série C do Campeonato Brasileiro

Esportes

Bruno Bocchini – Repórter da Agência Brasil Edição: Fábio Massalli
A greve dos jogadores do Mogi Mirim Esporte Clube, equipe do interior paulista que disputa a série C do Campeonato Brasileiro, criou um empasse na Série C do Campeonato Brasileiro de futebol. Os atletas decidiram não entrar em campo contra o Ypiranga de Erechim, time do Rio Grande do Sul, nesse domingo (13) em protesto contra a falta de pagamento de salários. Segundo os jogadores, há profissionais que não recebem há seis meses.
De acordo com o regulamento, além de perder os pontos relativos a partida, o Mogi Mirim poderá ser excluído de campeonatos oficiais por até dois anos, caso abandone a competição por falta de jogadores. A Federação Nacional dos Atletas Profissionais de Futebol apoiou a ação dos atletas e disse que vai encaminhar ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva a denúncia pela falta de pagamentos dos salários.
“Apesar de sua história e tradição, clube com o perfil do Mogi Mirim não interessa ao mercado brasileiro. Se há um contrato assinado, deve ser cumprido. Se não há condições de cumprir corretamente o papel de empregador, afaste-se, que faça futebol amador, não profissional”, disse a entidade em nota.
De acordo com a direção do Mogi Mirim, a intenção não é abandonar o campeonato. O clube diz buscar maneiras para conseguir pagar os atletas, mas caso os jogadores decidam romper o contrato que têm com o clube, o time pode ficar sem jogadores para continuar na disputa. Se o time deixar a série C do Campeonato Brasileiro, todos os jogos já disputados até agora pela equipe do interior de São Paulo seriam anulados.
O sindicato dos atletas e a direção do time devem iniciar uma negociação a partir de amanhã (15) para chegar a uma solução para o pagamento dos salários atrasados e para a continuidade do campeonato.
– Assuntos: esporte, série C, futebol, Mogi Mirim, greve de jogadores, série C do Campeonato Brasileiro

Ataques aéreos dos EUA matam comandante do Estado Islâmico no Afeganistão

Internacional

Da Agência Xinhua
Um comandante do grupo Estado islâmico foi morto durante ataques aéreos dos Estados Unidosa (EUA) na província de Kunar, no Afeganistão, confirmou a Operação Apoio Resoluto, liderada pela Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), em comunicado divulgado domingo (13).
“As Forças dos EUA e do Afeganistão confirmaram a morte de Abdul Rahman, do Estado Islâmico, na província de Kunar, no dia 10 de agosto”, afirmou o comunicado, acrescentando que Rahman foi morto em um ataque aéreo junto com mais três representantes da organização no distrito de Darah-Ye Pech.
A morte de Abdul Rahman é mais um golpe na liderança do Estado Islâmico no Afeganistão, disse o general John Nicholson, comandante das forças norte-americanas lideradas pela Otan naquele país.
Kunar e os locais vizinhos Nangarhar e Nuristão foram o cenário das atividades do Estado islâmico e do Talibã nos últimos anos.
“As forças dos EUA e do Afeganistão continuam a pressionar o grupo a interromper seus planos de expansão, como parte das operações em curso para combatê-lo no Afeganistão em 2017,” informa a nota.
Desde o início de 2017, centenas de combatentes do Estado Islâmico, incluindo alguns de seus comandantes, foram mortos em operações afegãs e americanas.
– Assuntos: Estados Unidos, ataques aéreos, Afeganistão, morte, comandante, Estado islâmico

Deputados reiniciam hoje votação de mudanças no sistema político-eleitoral

Política

Debora Brito – Repórter da Agência Brasil Edição: Kleber Sampaio
Agência Brasil
Comissão Especial da Proposta de Emenda à Constituição 77/03, que trata de mudanças no sistema político-eleitoral, volta a se reunir hoje    Wilson Dias/Agência Brasil
A Comissão Especial da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 77/03, que trata de mudanças no sistema político-eleitoral, retoma hoje (15) a votação das sugestões de alteração ao texto do substitutivo apresentado pelo relator da reforma política na Câmara, deputado Vicente Cândido (PT-SP).
Estão pendentes de votação dois destaques. Um visa retirar a permissão para que um candidato dispute mais de um cargo, majoritário e proporcional, em um mesmo pleito. O outro destaque pretende suprimir o artigo que estabelece que o suplente de senador seja o deputado federal mais votado do partido.
Os membros da comissão aprovaram na última semana o texto base do relator, mas incluíram na proposta o voto majoritário, conhecido como distritão, pelo qual ganha o candidato que receber mais votos. O novo modelo valeria para as eleições de 2018 e 2020, como uma transição para a adoção do voto distrital misto em 2022.
O chamado distritão permite que deputados federais, estaduais, distritais e vereadores, antes eleitos de forma proporcional considerando os partidos e coligações, passem a ser escolhidos pelo número absoluto de votos, da mesma forma como são eleitos prefeitos, governadores e o Presidente da República.
No relatório inicial, Cândido propôs a manutenção do sistema atual para 2018 e 2020 e, a partir de 2022, a adoção do voto distrital misto, que combina votos majoritários e em lista preordenada dos partidos. A sugestão, no entanto, foi rejeitada pela maioria dos deputados da comissão.
Do texto original proposto pelo relator, os deputados aprovaram a criação de um fundo público com a previsão de R$ 3,6 bilhões para financiar as campanhas eleitorais a partir do ano que vem. Os parlamentares mantiveram também a sugestão de estabelecer um mandato temporário de 10 anos para ministros do Poder Judiciário.
Além de rejeitar o sistema eleitoral proposto por Cândido, os deputados também divergiram da proposta de extinguir os cargos de vice para os cargos de prefeito, governador e Presidente da República, além da forma de eleição de vereadores a partir do sistema distrital misto.
Concluída a votação na comissão especial, a proposta deve seguir para plenário. Como se trata de emenda à Constituição, para ser aprovada precisa de pelo menos 308 votos do total de 513 deputados.
Financiamento privado e coletivo
Ainda nesta terça-feira, após o encerramento da votação da PEC 77/03, os deputados podem retomar a análise de um projeto de lei ordinária que altera a legislação eleitoral e partidária que está sob análise em outra comissão especial que trata da reforma política. Cândido também é relator desta comissão.
O deputado apresentou no semestre passado três relatórios parciais, dos quais dois já foram aprovados pela comissão. O primeiro propõe a regulamentação dos mecanismos de democracia direta, como referendos, plebiscitos e a apresentação de projetos de iniciativa popular.
O segundo relatório já apreciado pela comissão uniformiza em 4 meses os prazos de desincompatibilização ou afastamento de candidatos de diferentes cargos ou funções públicas.
O terceiro é o que está pendente de votação e trata das novas regras para financiamento privado das campanhas eleitorais. De acordo com o voto do relator, as doações de pessoas físicas em dinheiro ficam fixadas, em 2018, a 10% dos rendimentos brutos do doador.
Limite
O valor não pode ultrapassar o total de R$ 10 mil para cada cargo em disputa. Há ainda a previsão de coleta de recursos por meio do chamado crowdfundig, financiamento coletivo na internet.
Na última versão protocolada pelo relator, também figura a proposta de criação da habilitação prévia das candidaturas. A ideia é antecipar o processo de registro dos candidatos para dar mais tempo para a Justiça Eleitoral julgar todas as candidaturas antes das datas do pleito.
Nesse período de pré-registro, o candidato pode ser atingido pela Lei da Ficha Limpa. O projeto também prevê a possibilidade de propaganda eleitoral paga na internet.
As mudanças eleitorais analisadas nesta comissão serão apresentadas por meio de projeto de lei, por não envolverem alterações na Constituição. O projeto também deve ser apreciado em plenário
Fim das coligações
A Câmara ainda tem uma terceira comissão especial que analisa mudanças no sistema político-eleitoral e deve voltar a se reunir na próxima quinta-feira (17). É a comissão da Proposta de Emenda à Constituição – PEC – 282/2016, que propõe o fim das coligações partidárias para eleições proporcionais, estabelece normas sobre fidelidade partidária e acesso dos partidos políticos aos recursos do fundo partidário.
A relatora proposta é a deputada Sheridan (PSDB-RR), que apresentou o parecer na última semana. O projeto substitutivo apresentado pela parlamentar prevê a formação da federação de partidos que tenham o mesmo programa ideológico no lugar das coligações partidárias que vigoram atualmente nas eleições proporcionais.
O substitutivo estabelece ainda que não há obrigatoriedade de vinculação entre as candidaturas em âmbito nacional, estadual, distrital ou municipal.
Outro ponto que Sheridan incorporou à proposta foi a perda do mandato em caso de desfiliação partidária, inclusive para suplentes e detentores dos cargos de vice-presidente, vice-governador ou vice-prefeito. A deputada propõe que este ponto, se aprovado, já deve valer a partir do resultado das eleições do ano que vem.
Cláusula de desempenho
De acordo com o substitutivo elabora pela deputada, a partir de 2030, somente os partidos que obtiverem no mínimo 3% dos votos válidos, distribuídos em pelo menos um terço dos estados , terão direito aos recursos do Fundo Partidário. Para terem acesso ao benefício, os partidos também deverão eleger pelo menos 18 deputados distribuídos em pelo menos um terço dos estados.
O mesmo critério será adotado para definir o acesso dos partidos à propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão. A mudança, no entanto, será gradual, começando pelo piso de 1,5% dos votos válidos nas eleições de 2018, chegando a 2%, em 2022, e a 2,5% em 2026, até alcançar o índice permanente de 3% em 2030.
Os membros da comissão devem voltar a se reunir na próxima quinta-feira (17), depois de respeitado o prazo de duas sessões no plenário em cumprimento ao pedido de vista coletivo feito na semana passada pelos deputados.
A expectativa do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), é que pelo menos o conjunto de propostas da reforma política já esteja apto para apreciação em plenário a partir da semana que vem.
O objetivo é votar as mudanças eleitorais na Câmara até o fim de agosto e encaminhá-las o quanto antes ao Senado. Para que as novas regras tenham validade nas eleições do ano que vem, os projetos devem ser aprovados pelo Congresso até o dia 7 de outubro.
– Assuntos: PEC, Câmara, reforma do sistema político-eleitoral

Volume de exportações cresce 12,5% em julho, aponta a FGV

Geral

Vitor Abdala – Repórter da Agência Brasil Edição: Kleber Sampaio
Agência Brasil
Produtos exportados movimentaram portos de todo o país    Agência Brasil
O volume de exportações brasileiras aumentou 12,5% entre julho de 2016 e julho deste ano, segundo dados dos Indicadores de Comércio Exterior, divulgados hoje (15), no Rio de Janeiro, pela Fundação Getulio Vargas (FGV). Em junho, a alta havia sido de 15,6%. No entanto, os preços dos produtos exportados só cresceram 0,7% no período.
O volume das commodities (mercadorias com preços fixados em dólar) teve expansão de 19,6%, enquanto as não commodities acusaram uma alta de apenas 5,7%. Entre as atividades econômicas, o principal destaque ficou com a indústria extrativa, com crescimento de 49,7% no volume exportado.
O setor agropecuário exportou 26% a mais em volume no período. Já a indústria da transformação teve a alta mais modesta entre os três setores: 3,1%.
Já entre as categorias de uso, os bens de consumo duráveis tiveram aumento de 52,5% e os bens intermediários (insumos para o setor produtivo) de 5,3%. Os bens de consumo semiduráveis tiveram uma variação quase nula (0,1%), enquanto os bens de consumo não duráveis ficaram estáveis. Já os bens de capital (máquinas e equipamentos) registraram queda de 7%.
Importações
O volume das importações cresceu 10,8%, enquanto os preços caíram 1,5%. Em relação ao volume das atividades econômicas, a indústria extrativa importou 40,6% mais, seguida pela indústria da transformação (0,5%). Já a agropecuária teve uma queda de 24,8%.
Entre as categorias de uso, a importação de bens de consumo semiduráveis foi a que mais se destacou, com alta de 34,9%. Os bens intermediários anotaram um aumento de 10,2%, enquanto os bens de consumo duráveis variaram 0,5%. Por outro lado, caíram as importações de bens de consumo não duráveis (-9,4%) e de bens de capital (-31,1%).
– Assuntos: FGV, pesquiisa, exportações, importações, números